O que é cloud e por onde começar

O que é cloud e por onde começar
Gostou? Compartilhe em sua rede

Hits: 43

O que é cloud e por onde começar

Sistemas rodando em cloud estão ficando cada vez mais comuns não apenas em startups, mas em empresas e corporações. É comum escutarmos que migrar para a nuvem diminui os custos com infraestrutura ou da agilidade para colocar um projeto online em poucos cliques, mas quando entramos nas páginas iniciais dos provedores de cloud isso tudo não parece tão óbvio e muito menos até mesmo fácil.

Em agosto de 2020 comecei a estudar os serviços e ferramentas para começar a desfrutar dos benefícios da nuvem, e foi um choque ver tantos nomes de serviços e ferramentas diferentes. E a pergunta que ficou na época foi: Como eu posso entender isso tudo?

O que é nuvem?

Imagine você, na sua casa, quando vai acender uma lâmpada. A partir do momento em que você acender, você irá pagar a energia gasta pela lâmpada, até o momento em que você apagar. Ao final do mês a conta de luz chegará, o valor da conta é bem definido e, de maneira resumida, será:

taxas fixas + quanto você gastou = preço da conta de energia elétrica

Mas se você tem uma casa na praia e não está usando-a, você pode pedir para desligar a luz durante os meses entre uma temporada e outra, assim não vai pagar as taxas de luz, que seriam pagas mesmo sem você ter gasto qualquer energia no período.

Mesmo não gastando energia, você estaria pagando as taxas, por quê?  Quando você contrata os serviços da companhia elétrica, você está contratando isso, um serviço. Para prestar o serviço, a companhia precisa alocar recursos de infraestrutura e recursos humanos para garantir que você irá receber a energia que quiser consumir.

Da mesma maneira que os provedores de cloud trabalham. Você precisa de um servidor linux, com 1 GB de RAM e 1 vCPU (CPU Virtual) para rodar um projeto. Durante o tempo que você estiver com esse servidor ligado, você será cobrado. O mesmo ocorre com outros serviços em nuvem, você será cobrado pelo o uso e, talvez, uma taxa fixa.

Agora pensando nos serviços, por que as nuvens têm tantos serviços? A AWS, por exemplo, possui mais de 200 serviços disponíveis para seus usuários! Como podemos usufruir disso?

Pense cada serviço como uma peça que pode ser usada para compor sua infraestrutura, não é necessário usar todos. Um projeto pode ser composto por apenas um container linux rodando tudo o que é necessário e um serviço de DNS para seus clientes poderem acessar o site por um link.

Já outro projeto pode precisar de uma frota de contêineres linux e windows rodando em diferentes datacenters ao redor do mundo, tudo isso se comunicando com serviços de rede (como cacheamento de páginas, balanceadores de carga, firewalls e redes privadas), backups automáticos, automações para deploy e registro de logs para auditoria.

Os dois projetos estarão no mesmo provedor de cloud, e serão cobrados de acordo com o uso.

Por onde começar?

No momento de publicação deste artigo, os principais provedores de cloud são:

  • Amazon Web Services (AWS) com 32% do mercado;
  • Microsoft Azure (Azure) com 19% do mercado;
  • Google Cloud Platform (GCP) com 7% do mercado; e
  • Demais provedores (IBM, Oracle, Alibaba ou provedores menores ainda!), apesar de serem 42% do mercado mundial de cloud, não recomendo começar por eles, já que suas chances de conseguir emprego ou mudar de emprego usando o que aprendeu são remotas.

Eu aconselho você a entender seu momento atual da carreira para considerar um dos três principais provedores citados acima. Algumas perguntas para você se guiar:

  • A empresa que trabalho atualmente pode se beneficiar de algum serviço específico de alguma nuvem?

Se você trabalha em algum lugar que usa tecnologias Microsoft, a Azure pode ser uma boa opção. Mas se utilizam muito G-Suíte e desejam integrar o serviço com suas aplicações, com o GCP isso vai ser mais simples. A AWS oferece praticamente os mesmos serviços que os outros, mas pode ter sido a primeira provedora de cloud (desde 2006) os serviços são mais maduros e mais numerosos que os da concorrência.

  • No futuro, eu desejo ocupar algum cargo de demande eu saber alguma cloud específica?

Por enquanto os provedores são muito parecidos com a AWS (já que foi a primeira), mas no futuro os provedores oferecerão serviços cada vez mais especializados, isso pode ser um direcionador.

  • O mercado de trabalho onde eu moro, usa mais qual provedor?

Muitas vezes não vai ter opção mesmo, você precisa aprender o que o mercado de trabalho da sua região está querendo no momento.

  • Se você é apenas um estudante e não tem ideia de como responder as questões sobre empresa e carreira, procure o que o mercado de trabalho da sua região quer e vá nesta opção.

Depois de escolher agora é começar a entender como são cobrados os serviços. Apesar dos provedores oferecerem um tempo de gratuidade ou limites de gratuidade em seus serviços, se você se descuidar pode acabar com uma conta BEM salgada para pagar no final do mês! Tenho colegas que alocaram recursos em nuvem (contêineres, instâncias de banco de dados, IPs fixo, rotinas de backup) e se esqueceram de se manter dentro dos limites da gratuidade ou pior, se esqueceram de desligar ou apagar esses recursos depois de fazer testes ou usar! No final do mês tiveram que pagar uma conta de 200, 300 ou até mesmo 500 reais!  Não precisa ficar com medo, apenas coloque na sua rotina um tempinho para rever o que está rodando e desligar o que não precisa mais. Qualquer cloud têm mais de um serviço para você visualizar todos os recursos usados.

Depois faça um projeto e assim você estará usando a infraestrutura em nuvem. Coloque online um trabalho da faculdade e apresente ele assim. Ou sugira para seu chefe usar alguma cloud para rodar algum protótipo ou teste, assim só pagarão o que usar. Ou até mesmo faça algum curso (YouTube, Udemy etc) para começar!

A partir deste ponto você terá ideias de como avançar no assunto. É difícil falar quais tipos de serviços você deveria estudar, já que cada um é bem específico.

Esse artigo foi bem introdutório e visa dar alguma luz para quem quer entrar no assunto, nos próximos artigos vou abordar outros conceitos que podem ser úteis para todo Maker!

Referências

Canalys, Global cloud services market Q1 2021. 29 de abril de 2021. Disponível em: https://www.canalys.com/newsroom/global-cloud-market-Q121

Gostou? Compartilhe em sua rede

Rennan Felipe

Desenvolvedor web freelancer, gestão de projetos SCRUM, empreendedor e maker! Formado em Sistemas de Informação na PUCPR e Fundador do Instituto Social WAAS! Meu site: rennanfelipe.net

Um comentário em “O que é cloud e por onde começar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *